O alistamento militar é obrigatório para todos os jovens brasileiros do sexo masculino. Quando eles completam 18 anos devem se alistar na Junta do serviço militar mais próximo da sua residência.

Para as mulheres, o alistamento militar não é obrigatório, mas, elas podem se alistar embora o número de vagas seja bem menor do que para o sexo masculino.

Confira mais detalhes abaixo sobre esse assunto!

Como funciona o processo de alistamento militar Porto Alegre 2020?

O alistamento militar deve feito entre os meses de Janeiro e Junho do mesmo ano. Lembrando que os homens que completarem 18 anos são obrigados a fazer isso, incluindo aqueles que moram no exterior.

Portanto, todos os jovens que nasceram no ano de 2002, devem se alistar no processo de 2020.

Todo o processo é fácil  e feito pela internet. Confira!

  1. Entre no site (https://www.alistamento.eb.mil.br/)
  2. Clique em ” Quero me alistar”;
  3. Preenche todas as informações solicitadas;
  4. Depois disso, é só acompanhar o seu alistamento nesse mesmo site clicando em ” Já me alistei”. Nele, serão enviados informações do dia, local e hora que o candidato deve se apresentar nas forças armadas.

Os jovens que estiveram em atraso com o cumprimento não podem fazer a inscrição pela internet. Esses devem comparecer na Junta do Serviço Militar ( JSM) de Porto Alegre no seguinte endereço:

Rua Luis Manoel, 100 – Bairro Santana – Horário: das 7h00 às 14 horas.

Quais os documentos são necessários?

É importante que o jovem fique atento ao site para comparecer no dia e local marcado para a avaliação, é importante levar os seguintes documentos:

  • Carteira de identidade ( cópia e original)
  • Certidão de nascimento ( cópia e original)
  • Certificado de casamento, se houver ( cópia e original)
  • Certificado de naturalização, se houver ( cópia ou original)
  • Certificado de assinatura de termo de opção ( cópia ou original)
  • Comprovante de residência de Porto Alegre ( cópia e original)

Como é feita a seleção geral?

O alistamento não significa que o jovem será escolhido, esse é um procedimento obrigatório.

No entanto, o processo de seleção geral acontece entre os meses de Fevereiro e Novembro, onde os jovens que se alistaram participam de um processo de seleção fácil e rápido onde os recrutas são avaliados dentro de alguns critérios que são a combinação da força física com a capacidade de avaliar situações.

Quem pode solicitar o adiamento?

Os jovens que desejam adiar o comparecimento na seleção geral podem o fazer nas seguintes condições:

  • Estiver cursando a 1ª ou 2ª série do Ensino Médio, nesse caso é preciso adiar um ou dois anos, pois é necessário atingir a escolaridade exigida;
  • Estiver cursando 3ª série do Ensino Médio ou então, já possui diploma de Conclusão do Ensino Médio e seja candidato a curso na área médica ( Medicina, Odontologia, Farmácia, Veterinária. Nesse caso, pode ser solicitado adiamento por dois anos até que seja definida sua aprovação no vestibular;
  • Caso o jovem se torne aluno da área médica, ele pode solicitar adiamento pelo tempo de duração do curso, mas precisa comprovar sua matrícula e se apresentar anualmente no período de 2 de Janeiro a 28 de Fevereiro para revalidar seu adiamento;
  • Alunos de curso de formação religiosa podem solicitar adiamento por até 8 anos para que possam completar o curso. Mas, devem apresentar um documento que comprove essa condição e também devem se apresentar anualmente no período de 2 de Janeiro a 28 de Fevereiro para revalidar seu adiamento;

No final do curso e o cidadão se tornar um sacerdote, ele terá o direito a dispensa da corporação;

Para solicitar o adiamento de suas obrigações militares, os cidadãos devem estar alistados para o serviço militar e seguir todas as medidas exigidas, bem como apresentação de documentos que comprovem a atual situação.

Como funciona o alistamento militar para mulheres?

A participação das mulheres nas forças armadas ainda é pequena, estima-se que há cerca de 22 mil em todo o Brasil, sendo que na Força área tem pouco mais de 9 mil, na Marinha tem quase 7 mil e no exército, aproximadamente 6 mil.

Em suma, as mulheres representam apenas 6% do efetivo no serviço militar.

As mulheres interessadas em se alistar devem comparecer nos quartéis generais, Órgão de Assessoria do Exército, Escola de Formação Complementar do Exército,  Organização Militar de Saúde e outros.